Archives de catégorie : Exercice 2

Montagem do 2º Exercício

Começámos por montar os planos por ordem de filmagem, mas havia planos que não ligavam por causa da luz ser muito diferentes. Além disso havia planos que tendo sido filmados para um sentido condiziam melhor com outro, e outros que na rodagem nos tinham parecido óbvios e que depois projectados não pareciam representar nenhum sentido.

We started by mounting the diferentes shots by filming order, but there was shots that didn’t connect because the light was way more different in between. Besides that, there was shots that having been filmed from one direction were better suited to another, and others that in the shooting had seemed obvious to us and then projected did not seem to make any sense.

Por isso acabámos por decidir não seguir a ordem do cadáver esquisito. Fizemos uma montagem com alguns dos planos da visão e da audição e uma outra com os planos do tacto e do olfacto. Esta foi totalmente inspirada em Bouquet de Lowder. Foi um momento muito interessante na montagem, estar a fazer cortes frame a frame – que é muito trabalhoso – e depois descobrir o resultado incrível. (André e Rafael)

So eventually we decide not to follow the order of the exquisite corpse. We made a editing with some of the vision and hearing shots and another with the touch and smell shots. This one was totally inspired by Bouquet by Lowder. It was a very interesting moment of editing, to be making frame-by-frame cuts – which is very laborious – and then realize the incredible result. (André and Rafael)

Catégorie : En classe, Exercice 2, Exercices | Laisser un commentaire

Exercício 2

Escolhemos um bairro ao pé da escola que ninguém conhecia muito bem, a ideia foi essa: ser um lugar a descobrir.  Dividimo-nos em grupos e por cada grupo um sentido: a visão e a audição. Cada grupo filmou 3/5 planos e depois, partindo só do último plano de imagem ou ouvindo apenas o último plano de som, os grupos trocavam de sentido. Na sessão seguinte, voltámos ao bairro para filmar o olfacto e o tacto.

We chose a neighborhood near the school that nobody knew very well, the idea was this: to be a place to discover. We divide ourselves into groups and by each group a sense: vision and hearing. Each group filmed 3/5 shots and then, starting only from the last shot when filming the sense of vision, or listening only to the last plane when the sense of hearing, the groups exchanged the senses. The next session, we went back to the neighborhood to film smell and touch.

Catégorie : Exercice 2 | Laisser un commentaire

Exercício 2

Para filmar o sentido do tacto vendámos a Rita, que ia tirando de um gorro, vários objectos: “Eu demorava muito tempo com cada coisa porque estava mesmo a sentir e a ver se percebia o que era através do tacto.”

To film the sense of touch, we blindfolded Rita, who was taking several objects out of a hat: « I took a long time with each thing because I was really feeling and seeing if I could perceive what it was through touch. »

Para filmar o sentido do paladar vendámos o Diogo e a Rita ia-lhe dando coisas à boca: umas salgadas, umas ácidas, umas doces: “ Algumas coisas eu nunca tinha comido e sabiam-me mal, outras eu gosto muito como chocolate.”

To film the sense of taste we blindfolded Diogo, and Rita was giving him things in his mouth: some salty, some sour, some sweet: « Some things I had never eaten and they tasted bad, others I really like such as chocolate. »

Filmámos só um take de cada plano porque queríamos filmar as reações espontâneas.

We shot only one take of each because we wanted to film the spontaneous reactions.

 

O sentido da visão filmámos numa manhã, fomos para um lugar descampado ao pé da escola. Cada um filmava dois planos e depois mostrava o último à próxima pessoa que ia filmar. Na montagem guardámos a ordem dos planos, só cortamos o tempo.

The sense of vision we filmed one morning, we went to an open place near the school. Each one filmed two shots and then showed the last to the next person who was going to shoot. In the film editing we kept the order of the plans, we just cut the time.

Catégorie : Exercice 2, Exercices | Laisser un commentaire

Montagem do exercício 2

Catégorie : En classe, Exercice 2, Exercices | Laisser un commentaire

Rodagem 2º Exercício

Catégorie : Exercice 2, Exercices | Laisser un commentaire

Excercice 2

Bonjour à tous, nous partageons quelques  photos de la réalisation de l’exercice 2 dans le parc du quartier de l´école.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Catégorie : Exercice 2 | Laisser un commentaire

Montagem do Exercício 2

Porque sem montagem nada está realmente pronto, na sessão seguinte construímos o nosso filme.

Em baixo estão alguns registos do nosso trabalho conjunto na “sala de projeções”.

Montage de l’exercice 2

Comme sans montage rien n’est vraiment prêt, lors de la séance suivante nous «construisons» notre film.

Ci-dessous quelques moments de notre travail en commun dans la «salle de projection».

Catégorie : Exercice 2, Exercices | Laisser un commentaire

Exercício 2

“Composição de sensações a partir de sentidos diferentes: Reconhecer os vários sentidos e interpretá-los em sons e imagens” – Trabalho em grupos

Depois continuamos a filmar as sensações, mas desta vez em equipa. O mais interessante foi pensar em conjunto o que queríamos filmar, escolher os locais para o fazer e passarmos todos à acção!

As nossas escolhas para o exercício 2 foram: Receber um presente (trabalhar o tacto):

Exercice 2

“Composition de sensations a partir de sens différents: Reconnaitre les plusieurs sens et les interpréter avec des images et des sons. – Travail en groupes

Nous avons continué à filmer les sensations, mais cette fois en équipe. Le plus intéressant fut de réfléchir ensemble à ce que nous voulions filmer, de choisir les lieux pour le faire et de passer tous à l’action!

Nos choix pour cet exercice ont été: Recevoir un cadeau (pour travailler le tact)

 

 

E a sensação de medo (estranheza?) , captado através da audição:

  1. Preparação do exercício

Et la sensation de peur (de l’étrangeté?), capté par l’audition:

 

2) Está a rodar! On tourne!

Foi um desafio porque o nosso actor, o Raman, não parava de rir. Estávamos a gravar uma cena de  suspense!

“Orientador – Não podemos gravar esta cena com a dúvida do que está por trás da porta com uma porta de vidro.

Realizador [Diogo]- Podemos sim porque o actor só se assusta com a porta a bater quando já passou por ela, e como estamos a filmar no centro do corredor não se vê o que aconteceu. No outro plano em que estamos dentro da sala e ela está vazia continua essa sensação de estranheza porque a porta bateu mas a sala está vazia.”

Ce fut un défi parce que notre acteur, Raman, riat tout le temps. Nous enregistrions une scène de suspense!

«Intervenant – Nous ne pouvons pas filmer cette scène  avec une porte vitrée car il doit y avoir un doute sur ce qui est derrière la porte.

Réalisateur [Diogo] – Si nous pouvons parce que l’acteur n’a peur que lorsque la porte claque alors qu’il l’a déjà franchie, et comme nous tournons au centre du couloir, nous ne pouvons pas voir ce qui s’est passé. Dans l’autre plan où nous sommes à l’intérieur de la pièce qui est vide, cette sensation d’étrangeté continue car la porte claque mais la pièce est vide. »

Catégorie : Exercice 2, Exercices | Laisser un commentaire

Rodagem do Exercício 2 – Tournage du Exercice 2

 

Catégorie : Exercice 2, Exercices | Laisser un commentaire

Exercice 2

We saw some parts of films and take the lecture.

 

After that, We went to shoot around Shibuya station.

One team chose « visual » and another team chose « hearing ».

 

Catégorie : Exercice 2 | Laisser un commentaire